jusbrasil.com.br
31 de Março de 2020

O perigo das Fake News

@dicasdireitodigital

Daniela Meira , Advogado
Publicado por Daniela Meira
há 4 meses

 As notícias falsas, conhecidas como “fake news” dominaram a era da internet. Numa era em que quase todos tem acesso à informação rápida e fácil, vivemos em grande perigo até que a população entenda que “nem tudo que está na internet é verdade”... Falo em perigo, pois as Fake News se tornaram um negócio. Uma verdadeira indústria.

 Na política, temos o famoso caso do Trump (quem não conhece, assista o documentário ‘The Great Hack” – tem no Netflix), mas sabemos também que a eleição do nosso presidente foi pautada por essas notícias falsas – seja em defesa ou em ataque (não estou aqui para expressar minha opinião política! Rs), mas que, aos menos instruídos, acaba gerando efeito, impacto e influência sobre o voto...

 Há empresas especializadas em combater fake news e empresas especializadas em produzir fake news. Infelizmente, as notícias falsas engajam mais que as verdadeiras... As manchetes são mais simples, com isso mais pessoas leem e compartilham! Biologicamente, ler textos muito longos cansa, então as pessoas compartilham sem ao menos analisar de fato o que está sendo escrito!

 Vivemos um período complicado, em que as tecnologias estão sendo acessadas por todos, mas sem a devida educação para recebê-las... Precisamos de uma POLÍTICA DE EDUCAÇÃO DIGITAL! O Direito Digital é um novo direito. Não é um novo ramo. Deve haver uma mudança cultural... Essa mudança deve englobar as pessoas “normais”, os estudantes, advogados, delegados, servidores, juízes... O Brasil não está preparado para o que está acontecendo entre a sociedade e a tecnologia. As pessoas não estão preparadas para as responsabilidades decorrentes do uso da internet.

 Você concorda ou discorda? Comente aqui para que possamos ajudar cada vez mais pessoas a entenderem o mundo jurídico na era digital!

Por Daniela Meira, advogada especialista em Direito Digital.

0 Comentários

Faça um comentário construtivo para esse documento.

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)